quarta-feira, 25 de junho de 2008

Austricando muito


Pois é minha gente, estar na Europa é uma beleza, pois os países são tão próximos uns dos outros.. Ontem eu estava em Paris, e agora
Cá estou eu na Austria, com uma grande vantagem eu diria, estou como dizemos no Brasil "Di Grátis", pois é minha gente, ter uma irmã que mora na Europa é TUDO ..rss
Minha irmã mora no centro austríaco, ótimo para comer bem e ver muuuuuita gente. O melhor é que a maioria das pontos turísticos fica aos arredores da casa dela. Por exemplo, o rio Danúbio Azul, muito famoso por sinal, fica a apenas 150 metros, ótimo não é?
Estou curtindo os lugares aos poucos, degustando Viena em pequenas doses, primeiro me inteirando das histórias dos maravilhosos monumentos históricos e museus da cidade. A catedral que estão vendo ao lado, é um deles e fica a apenas 300 metros da casa da minha irmã. Como podem ver na foto, está um sol por aqui... isto é ótimo, porque dá para ver certinho o maravilhoso mosaico do telhado da catedral. Esta catedral é chamada de Stephansdom (Catedral de São Estevão) - A catedral, com seu belo telhado de azulejos vitrificados e sua torre de 107 metros de altura, é considerada a alma e um dos símbolos de Viena. Sob o altar-mor estão guardadas dezenas de urnas que preservam em álcool as vísceras de alguns dos Habsburgos. Uma das mais ricas obras guardadas sob o teto abobadado da Stephansdom é o túmulo de Frederico III. As imagens de santos que decoram as colunas também chamam a atenção dos que visitam a igreja. Ainda no subsolo da catedral estão amontoados os ossos de milhares de corpos de um antigo cemitério da igreja e de vítimas da peste negra, doença que assolou a capital austríaca no início do século 18. - A catedral, com seu belo telhado de azulejos vitrificados e sua torre de 107 metros de altura, é considerada a alma e um dos símbolos de Viena. Sob o altar-mor estão guardadas dezenas de urnas que preservam em álcool as vísceras de alguns dos Habsburgos. Uma das mais ricas obras guardadas sob o teto abobadado da Stephansdom é o túmulo de Frederico III. As imagens de santos que decoram as colunas também chamam a atenção dos que visitam a igreja. Ainda no subsolo da catedral estão amontoados os ossos de milhares de corpos de um antigo cemitério da igreja e de vítimas da peste negra, doença que assolou a capital austríaca no início do século 18.

Um comentário:

Russo disse...

Gabriela, uma pequena nota histórica: o telhado da Stephandom, ou Stephankirche, é "recente", de depois da 2a. guerra mundial - em 45 o telhado da igreja pegou fogo (a versão que eu ouvi em 91 foi de que tinha sido bombardeada, mas a wikipedia nao mente jamais :-) :

http://en.wikipedia.org/wiki/St._Stephen%27s_Cathedral%2C_Vienna

E ela foi restaurada depois da guerra, e esse telhado bonito foi feito nessa época.